A vigilância em massa ainda está acontecendo – mesmo em 2021

A vigilância em massa ainda ocorre hoje. Não surpreendentemente, pouca coisa mudou desde as revelações de Edward Snowden, o denunciante da NSA. O que mudou? Nada essencial para impedir a vigilância em massa. A maior vitória até agora é a revogação do Privacy Shield pelo Tribunal de Justiça da União Europeia (TJCE).

Nesta postagem do blog, explicaremos o que é vigilância em massa, o que significa para você como usuário e se há uma maneira de pará-la.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Mass-surveillance4.jpg

O que é vigilância em massa?

Vigilância em massa significa a coleta e análise sistemática de dados. É aleatório, o que significa que até mesmo os cidadãos mais cumpridores da lei estão expostos a essa enorme quantidade de coleta de dados. A vigilância em massa é uma grande ameaça aos nossos direitos humanos básicos e à nossa democracia. Imagine que tudo o que você diz ou escreve é ​​gravado e armazenado em um grande data center. E para quê? Os governos do mundo afirmam que isso é para nos proteger, para identificar e prevenir ameaças potenciais antes mesmo que elas surjam. Isso pode ser verdade, mas não justifica a necessidade de vigilância em massa. A maioria dos governos, não apenas os EUA, realiza vigilância em massa.

Como a vigilância em massa é realizada?

Existem acordos de vigilância entre países, nomeadamente Five Eyes, Nine Eyes e Fourteen Eyes. Esses acordos permitem que os países compartilhem dados coletados de atividades de vigilância em massa. O negócio mais agressivo é o Five Eyes. Países como EUA, Grã-Bretanha e Austrália participam desse acordo. Se você mora em um desses países, espere uma vigilância maciça.

Mas não apenas os governos abriram os olhos. Grandes empresas de tecnologia como o Google e o Facebook atuam como intermediários para nossos governos. Essas empresas compartilham dados sem serem forçadas a fazê-lo por agências governamentais. Você meio que os alimenta com dados. Dê uma olhada na captura de tela abaixo para ter uma ideia de quais dados “podem” ir para as agências de inteligência. Esta é apenas a ponta do iceberg, pois há mais maquinações acontecendo nos bastidores e estamos completamente no escuro. Leia mais sobre como a NSA espiona no Facebook.

Ao interceptar todas as suas comunicações online não criptografadas, eles podem criar um perfil seu. Por “eles” queremos dizer governos e grandes corporações.

Alguns exemplos: Todas as suas mensagens em canais de mídia social e todo o seu tráfego de e-mail. Sempre que você se comunicar em uma rede não criptografada, presuma que alguém está ouvindo. A solução? Criptografe tudo, mas veremos isso mais tarde porque não é tão simples.

Por que você deve se preocupar com a vigilância em massa

A vigilância em massa deve preocupar você, mesmo se você não for um terrorista ou uma pessoa que infringe a lei. Imagine que cada vez que você desfruta de um momento confidencial, alguém entra sem bater e dá uma olhada – quão perturbador é isso? O mesmo conceito se aplica à privacidade online: tudo o que você diz online pode “potencialmente” ser interceptado.

Por que a vigilância em massa é prejudicial à nossa sociedade:

  • A vigilância em massa está destruindo nossa democracia e tudo o que a democracia respresenta.
  • Isso cria um ambiente hostil cheio de suspeitas, dúvidas e ameaças.
  • Seus possíveis usos não são claros.

A vigilância em massa não é apenas uma violação de nossos direitos humanos básicos, mas ainda não temos conhecimento de seus usos. Por que nossos dados são coletados e com que finalidade? Como nossos dados serão usados ​​no futuro? Tantas perguntas para as quais não temos uma resposta. A vigilância em massa foi totalmente descoberta e continuará a ocorrer em 2021. Outro fato preocupante que deve preocupar a todos nós é que a vigilância em massa cria um ambiente que fomenta o medo e a suspeita.

Pessoas que estão cientes da vigilância em massa se expressam de maneira diferente e não dizem o que querem. Em vez disso, eles dizem o que os governos querem ouvir. Se isso não for interrompido nos próximos anos, a vigilância se tornará ainda mais agressiva. Por exemplo, em uma década ou menos, a polícia pode ter o poder de invadir sua casa por dizer algo online. Parece uma cena de um filme de ficção científica. Pode não estar lá ainda, mas pode acontecer se não pararmos a vigilância em massa.

Existe alguma maneira de parar a vigilância em massa?

A resposta para isso não é tão simples quanto pode parecer. É como perguntar como acabar com o racismo. Não há regra, política ou regulamentação para isso. A única maneira de combater a vigilância em massa é criptografar literalmente qualquer forma de comunicação online. O STARTTLS sozinho não é suficiente; a criptografia de ponta a ponta é necessária para realizar o trabalho. A criptografia ponta a ponta garante que nenhum intermediário possa ler a mensagem real enquanto ela está sendo entregue ao destinatário pretendido. No entanto, governos em todo o mundo estão tentando proibir a criptografia para evitar que reduzamos a velocidade de seus sistemas de vigilância. Outra possibilidade seria apoiar ONGs que defendem a proteção de dados online. Mailfence doa para organizações como EFF e EDRI.

Os senadores dos EUA estão tentando aprovar a Lei de Acesso Legal a Dados Criptografados (LAED). Basicamente, é uma lei que permite aos EUA banir a criptografia ponta a ponta. No momento em que este artigo foi escrito, a lei ainda não estava em vigor, mas se aprovada, poderia ter consequências desastrosas para nossa democracia. A UE publicou um projeto de resolução de cinco páginas para examinar abordagens para uma futura proibição de criptografia. Outra forma de prevenir a vigilância em massa é parar de usar software “gratuito” de grandes empresas de tecnologia. Como mencionamos no início da postagem do blog, essas empresas entregam grandes quantidades de dados aos serviços secretos. Confira esta carta aberta, uma colaboração entre Mailfence e outras empresas de tecnologia.

Conclusão

A luta contra a vigilância em massa será uma luta importante para proteger nossa democracia. No entanto, se nos unirmos e lutarmos por isso, há uma chance de derrubar esse sistema. Temos que lutar por isso, nossos direitos humanos básicos e nossa democracia dependem disso.

Obtenha suas mensagens privadas

Siga-nos no twitter/reddit e continue assim

Você pode gostar...